Comprar Ingressos

TEATRO

a Mentira

11.08 a 27.10.06

Este foi o primeiro folhetim assinado sem pseudônimo por Nelson Rodrigues e, também, seu primeiro romance. Foi escrito em 1953, mesmo ano em que escreveu a peça “A falecida”. “A mentira” traz todas as obsessões mais caras ao autor – a culpa, a morte, o desejo e a loucura. Em diálogos rápidos, as reviravoltas se sucedem no melhor tom folhetinesco. O enredo é simples. Em uma família composta por quatro filhas, um pai repressor e uma mãe ausente, a filha mais nova, xodó do pai, está grávida.

Na trama, dr. Maciel é obcecado pela filha Lúcia, caçula de quatro irmãs. As outras três moram na mesma casa com seus respectivos maridos. Ao revelar que está grávida, a adolescente Lúcia, com apenas 14 anos, causa um “terremoto” familiar.

Nelson Rodrigues põe o dedo na ferida na hipocrisia familiar e quebra tabus ao insinuar relações incestuosas, paixões desenfreadas e ódios viscerais.

Texto Nélson Rodrigues e Jean Cocteau

Adaptação e direção Mário Costa

Assistente Direção Lucas George

Cenografia Valter Mendes

Figurinos O Grupo

Iluminação Guilherme Rebollo

Design Gráfico Élcio Miazaki

ELENCO

Pedro Monteiro Doutor Maciel

Raquel Morales Lúcia

Ana Luisa Cabral Ana

Isadora Cohen Dora

Luis Otávio Ubaldo

Gabriela Pinho Isabel

Bruna Lívia Olívia

Luis Milliet Aparício

Flávio Drummond Mauro

João Marcos Barguil Nono / Dr Godofredo